Gol começa a demitir funcionários não vacinados contra a Covid-19

A Gol informou que já começou a demitir os funcionários que não apresentaram certificado de vacinação contra a Covid-19. Segundo a empresa, mais de 99% de seus colaboradores estão com imunização completa.

Este número revela o claro engajamento do público interno da companhia em uma atitude de cuidado com a própria saúde, de seus familiares, colegas de trabalho, clientes e de toda a sociedade.

Empresa Gol

De acordo com a empresa aérea, a medida se deve a um compromisso com a saúde pública e a proteção de passageiros e da população, em geral.

Ainda de acordo com a Gol, a criação do requisito de vacinação para os funcionários faz parte do reforço aos demais protocolos de segurança adotado pela empresa desde o início da pandemia.

Estamos também atentos ao novo calendário do Ministério da Saúde de aplicação de doses de reforço para a população adulta já vacinada, incentivando nossos colaboradores a seguirem as recomendações dos órgãos competentes para caminharem conosco nesta retomada ainda mais protegidos e saudáveis

Gol

Vale ressaltar que, em agosto, a Gol já havia anunciado a exigência da vacinação contra a Covid-19 para todos os seus funcionários. Segundo o presidente da companhia, Paulo Kakinoff, haverá exceção apenas para casos em que, por exemplo, o funcionário não se vacine por alguma recomendação médica.

Até o momento, a empresa não divulgou o número de funcionários demitidos e nem suas áreas de atuação.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.