Jean Wyllys é condenado a indenizar empresário Otávio Fakhoury

A Justiça de São Paulo condenou hoje (13/15) o ex-deputado Jean Wyllys, a pagar R$ 5 mil em indenização ao empresário Otávio Fakhoury.

Em agosto de 2020, nas redes sociais, Wyllys chamou o apoiador do presidente Jair Bolsonaro de “criminoso integrante do Gabinete do Ódio”.

Os desembargadores da 7ª Turma Cível do Colégio Recursal do tribunal decidiram, por unanimidade, que Wyllys cometeu dano moral ao imputar ao empresário o rótulo de “criminoso”.

O pedido de Fakohury por uma indenização de R$ 41,2 mil havia sido recusado em primeira instância.

Entretanto além da indenização, o ex-deputado ainda precisará se retratar publicamente no prazo de cinco dias após a intimação, sob pena de ser multado em R$ 1 mil por dia de descumprimento.

Jean Wyllys excluiu o post 48 horas após ter feito a publicação.

O empresário foi uma das pessoas que prestou depoimento na CPI da Covid, que encerrou seus trabalhos em 26 de outubro. No relatório final, Fakhoury foi incluído entre os nomes em que o relator, Renan Calheiros, pede indiciamento.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.