Rússia denuncia censura do YouTube e ameaça suspender plataforma no país

Rússia ameaçou hoje (29/9), a bloquear o YouTube se a plataforma não acabar com a suspensão das contas da rede televisão pública RT na Alemanha, que foi considerada censura pelas autoridades de Moscou.

A agência reguladora russa das telecomunicações, Roskomnadzor afirmou que solicitou ao Google, proprietário do YouTube, que “acabe o mais rápido possível” com as restrições aos canais do YouTube RT DE e Fehlende Part.

E recordou que a “lei prevê uma suspensão total ou parcial de acesso se o proprietário de uma plataforma não cumprir uma advertência da Roskomnadzor”.

A plataforma do YouTube bloqueou na terça-feira as contas da RT DE e Der Fehlende Part por violação das regras internas da comunidade, com a divulgação de “informações falsas” sobre o coronavírus e por tentar contornar uma suspensão de download.

Kremlin declarou que essa decisão é uma “censura” e afirmou nesta quarta-feira que não descarta a “adoção de medidas coercitivas contra esta plataforma para que respeite as leis russas”.

Há sinais que mostram que as leis russas foram violadas de maneira grosseira. Está relacionado com a censura e com os obstáculos à divulgação de informações.

Kremlin

Logo em seguida o ministério russo das Relações Exteriores acusou em um comunicado as autoridades alemãs de “ter estimulado” a decisão, que teria o objetivo de “calar” um meio de comunicação que os incomoda.

4 thoughts on “Rússia denuncia censura do YouTube e ameaça suspender plataforma no país

  • 29/09/2021 em 15:50
    Permalink

    Fé no Brasil 🇧🇷

    Resposta
  • 29/09/2021 em 17:35
    Permalink

    É engraçado, ver os russos acusando o Google e o YouTube de censura. Kkkkk

    Resposta
  • 30/09/2021 em 11:54
    Permalink

    O Brasil devia fazer com todos canais impostores o que a Rússia está fazendo com o YouTube.

    Resposta
  • 30/09/2021 em 11:57
    Permalink

    Com tanta tecnologia e opções redes opressoras devem ser ignoradas pelo povo.

    Resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.