Tribunal de Contas da União vai gastar R$ 216 mil para ministros fazerem pilates

Enquanto a população brasileira morre nas filas de hospitais a espera de um exame simples e muitas mulheres dão à luz nos corredores, o Tribunal de Contas da União (TCU) decidiu liberar R$ 216 mil reais para os ministros fazerem pilates.

Somente o Judiciário brasileiro gasta mais de R$ 100 bilhões por ano, o que representa 1,3% do Produto Interno Bruto (PIB) do país. De acordo com o Conselho Nacional de Justiça (CNJ), as despesas totais com o Judiciário representam 11% de todos os gastos da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos municípios.

Um ministro ganha em torno de R$ 40 mil reais e, alguns têm o privilégio de receber R$ 482 mil em um único mês. Uma juíza do TRF-4 (Tribunal Regional Federal da 4ª Região), que abrange os estados do Sul, registra uma remuneração bruta de R$ 482,6 mil, somente em dezembro de 2020. Mas, segundo o TCU, eles não têm meios de pagar o próprio pilates.

Será de responsabilidade dos profissionais da área prestar assistência fisioterapêutica, individual ou coletiva, com foco na reabilitação da capacidade física.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.