Bolsonaro critica TSE por manda redes sociais bloquear ganhos de perfis conservadores

O presidente da República, Jair Bolsonaro criticou hoje (17/8), a desmonetização de páginas conservadoras investigadas por disseminarem notícias falsas, após determinação do corregedor-geral do TSE, ministro Luis Felipe Salomão.

O chefe do executivo comentou sobre o assunto ao falar sobre o ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal.

Não pode um ministro do Supremo, no caso o Alexandre de Moraes, ele mesmo abre o inquérito, ele investiga, ele julga e ele prende. Não tem nem a participação do Ministério Público, nada. Ele abriu agora um inquérito de fake news sobre a minha pessoa, sem ouvir o Ministério Público. Vai fazer diligência? Vai fazer uma busca e apreensão na minha casa? Vai me sancionar nas mídias sociais, por acaso? Será que ele vai chegar a esse ponto?

Bolsonaro

Bolsonaro então falou sobre a desmonetização, por parte do TSE, teve como alvos páginas que criticaram a transparência do processo eleitoral.

Ele está fazendo uma barbaridade com o ministro do TSE, o senhor Salomão, que resolveu, numa canetada, mandar desmonetizar certas páginas de pessoas que tem criticado a falta de transparência no voto

Bolsonaro

Confira a lista com os nomes e redes sociais que vão ter seus repasses bloqueados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.