Pacheco diz que ‘Impeachment de ministros do STF não é recomendável’.

O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, afirmou na tarde de hoje (17/8), que o impeachment de ministros do Supremo Tribunal Federal “ não é recomendável” nesse momento para o Brasil.

O senador será o responsável por deliberar sobre a abertura ou não de um eventual pedido de afastamento dos ministros Alexandre de Moraes e Luís Roberto Barroso.

Já há pedidos de impeachment de ministros do STF no âmbito do Senado. A presidência entendeu que não havia ambiente e nem justa causa para o encaminhamento e evolução desses pedidos porque entendemos que precipitarmos uma discussão de impeachment, seja do Supremo, seja do Presidente da República, ou qualquer tipo de ruptura, não é algo recomendável para um Brasil que espera uma retomada do crescimento, uma pacificação geral, uma pauta de desenvolvimento, de combate à pobreza e ao desemprego. Essa pauta ficaria prejudicada com o esgaçamento das instituições.

Pacheco

Pacheco disse também que é preciso aguardar a decisão de Bolsonaro sobre os pedidos de impeachment dos ministros. “É melhor aguardar que os acontecimentos surjam para que haja um posicionamento formal do Senado”.

O presidente do senado tem uma reunião, marcada para amanhã (18/8), com o presidente do Supremo, Luiz Fux, para debater a situação. Segundo o presidente do Senado, eles vão discutir “o papel de cada poder na crise que se apresenta”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.