Doria aumentou em 46% o licenciamento de veículos

O (des)governador de São Paulo é um amante inveterado dos impostos. Durante a pandemia aumentou os impostos dos alimentos, remédios e insumos básicos, enquanto fechava hospitais e investia R$ 880 milhões em propaganda e marketing.

Claro que o tirano não poupou os aposentados. Em maio de 2021, ele passou a confiscar entre R$ 300,00 e R$ 400,00 reais dos servidores aposentados sem quaisquer explicações. E pasmem, não são aposentados que recebem R$ 5.000 ou R$ 10.000 reais e sim os que recebem entre R$ 1.045 e R$ 6.101,06.

Mas não é só isso que o pretenso ditador quer tirar do paulista. Enquanto estados como Minas Gerais não aumentaram o valor do licenciamento de veículos, João Doria determinou o aumento de 46%.

Segundo o site “Auto Esporte”, o aumento vale tanto para veículos novos, quanto para usados. O valor do licenciamento será de R$ 144,86.

Isto é, R$ 13,06 mais caro do que no ano passado para modelos novos, quando o custo era de R$ 131,80. Esse reajuste representa um aumento de 10% em relação ao valor pago em 2021.

Quem já tinha um veículo usado no ano passado e pagou uma taxa de R$ 98,91 sentirá mais no bolso neste ano. O valor de R$ 144,86 caracteriza um aumento de 46% perante 2021.

Mas calma… O presidente Bolsonaro, pensando na situação da população pós-pandemia, dispensou o pagamento do DPVAT. Por meio de Medida Provisória (MP), em novembro de 2021, o mandatário extinguiu a taxa.

“A medida provisória não desampara os cidadãos no caso de acidentes, já que, quanto às despesas médicas, há atendimento gratuito e universal na rede pública, por meio do SUS [Sistema Único de Saúde]. Para os segurados do INSS [Instituto Nacional do Seguro Social], também há a cobertura do auxílio-doença, aposentadoria por invalidez, auxílio-acidente e de pensão por morte”, informou o Ministério da Economia, Paulo Guedes, na época.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.