Em discurso na ONU, Bolsonaro diz que acredita em Deus e valoriza a família

Em seu discurso na 76ª Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU), em Nova York, na manhã de hoje (21/9), o presidente Jair Bolsonaro afirmou que:

O Brasil tem um presidente que acredita em Deus, respeita a Constituição, valoriza a família e deve lealdade ao seu povo. Isso é muito. É uma sólida base, se levarmos em conta que estávamos à beira do socialismo.

Bolsonaro

Bolsonaro disse também que o país estava “à beira do socialismo”.

O chefe do executivo lamentou as mortes causadas pela Covid-19 e citou o trabalho do governo durante a pandemia.

Sempre defendi combater o vírus e o desemprego de forma simultânea e com a mesma responsabilidade. As medidas de isolamento e lockdown deixaram um legado de inflação, em especial nos gêneros alimentícios, no mundo todo

Bolsonaro

Bolsonaro criticou a obrigatoriedade da vacinação:

Apoiamos a vacinação. Contudo o nosso governo tem se posicionado contrário ao passaporte sanitário ou a qualquer obrigação relacionada à vacina. Desde o início da pandemia, apoiamos a autonomia do médico na busca do tratamento precoce, seguindo recomendação do nosso Conselho Federal de Medicina.

Bolsonaro

O secretário-geral da ONU, António Guterres, abriu a conferência defedendo um plano de vacinação global contra a Covid-19 e ressaltou que a maioria do continente africano segue sem vacinas para imunizar a população.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.