Gilmar Mendes desbloqueia bens da mulher e filho de Beto Richa

Gilmar Mendes, ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), conhecido por seu coração benevolente com corruptos, determinou o desbloqueio, em até R$ 166 milhões, dos bens e contas financeiras de Fernanda e André Richa, esposa e filho do ex-governador do Paraná, Beto Richa.

A família é ré na Operação Integração, que apura o pagamento de propina a agentes públicos por empresas de pedágio no Paraná. O esquema desviou, desde 2000, R$ 8,4 bilhões por meio do aumento de tarifas de pedágio do Anel de Integração, e de obras rodoviárias não executadas.

Conforme os procuradores, a corrupção elevou as tarifas de pedágio pagas pelos usuários e fez com que apenas 25% das obras previstas fossem realizadas.

O desbloqueio decidido por Gilmar Mendes também se estende para a concessionária Viapar, que administra rodovias na região norte do Estado, do ex-presidente Marcelo Stachow e do ex-diretor Jackson Luiz Ramalho Seleme.

Com informações da Revista Oeste

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.