Globo volta a alfinetar Bolsonaro através da Novela

A telenovela da Rede Globo “Nos Tempos do Imperador”, prepara uma nova provocação ao presidente Bolsonaro. Ao retratar a primeira epidemia de cólera no Brasil, o folhetim usará um novo personagem, o vilão Louzada, para alfinetar a postura do chefe executivo em meio a pandemia da Covid-19. As informações são do portal Notícias da TV.

Personagem Pilar (Gabriela Medvedovski)

Até o momento, o folhetim de autoria de Alessandro Marson e Thereza Falcão, vem atacando o presidente por meio do personagem Tonico (Alexandre Nero). Entretanto, com a ida do deputado para a Guerra do Paraguai (1964-1879), um novo vilão entrará em cena para fazer as alusões políticas.

Personagem Tonico (Alexandre Nero)

O vírus Sars-Cov-2 vai se “disfarçar” como o vibrião colérico nas cenas que serão exibidas a partir de sábado (4/12). Pilar será a primeira a identificar a enfermidade e a propor medidas que parecem bem semelhantes com a crise sanitária do século 21, como o isolamento social e lavar bem as mãos. A protagonista interpretada por Gabriela Medvedovski, levará a questão até as autoridades sanitárias, porém não terá apóio.

Já disse que o presidente da junta não tem tempo para ouvir seus faniquitos por causa de uma doençazinha.

Dirá Louzada

De acordo com o Notícias da TV, a produção também fará alusão a saída de Luiz Henrique Mandetta do cargo de ministro da Saúde pelas suas divergências com o presidente. Louzada pedirá a madre Zoé (Flávia Guedes), para dispensar Pilar do cargo de chefe da enfermaria e colocará um aliado.

O doutor Coutinho vai assumir o controle do combate ao cólera. Ele é o novo chefe desta enfermaria. A senhoria está dispensada

Dirá Louzada a Pilar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.