Inveja da popularidade: Rui Falcão aciona Procurador Geral Eleitoral contra Bolsonaro

Rui falcão, deputado federal do partido mais corrupto da história, PT, e conhecido por declarações esquizofrênicas, na quarta-feira (05/01), acionou a Procuradoria Geral Eleitoral (PGE), contra o presidente Jair Messias Bolsonaro e contra as cooperativas rurais do Mato Grosso do Sul. Falcão alega que os produtores estão praticando crime eleitoral de propaganda antecipada.

A revolta do deputado são os outdoors pró-Bolsonaro, colocados nas fazendas ligadas às cooperativas dos Produtores Rurais do Paraíso e Região e dos Produtores Rurais e Sindicato Rural de Chapadão, com os dizeres: “Pela democracia, por nossas famílias, por quem produz! Copper e produtores da região juntos com Bolsonaro”.

Segundo o congressista, mesmo que os outdoors não peçam votos ao chefe do Executivo, as mensagens têm cunho eleitoral: “A despeito de inexistir pedido expresso de votos, os outdoors são laudatórios da figura do presidente, divulgam valores que seriam caros aos eleitores que apoiam o projeto de reeleição do atual mandatário máximo do país e realiza, inexoravelmente, sua promoção pessoal com vistas ao processo eleitoral que se avizinha”, diz parte da representação.

Rui requereu a PGE, também de responsabilidade do Procurador-Geral da República, Augusto Aras, que realize diligências para descobrir se há propaganda eleitoral antecipada e se os sindicatos financiaram os outdoors, já que, uma lei de 2006 impede que sindicatos financiem quaisquer atos eleitorais. De acordo com a lei, outdoors com propagandas eleitorais também são proibidas.

*Com informações do Poder 360.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.