Moraes proíbe Daniel Silveira de conceder entrevistas

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), proibiu o deputado federal Daniel Silveira (PSL-RJ) de dar “qualquer espécie de entrevista, independentemente de seu meio de veiculação”. Ele só poderá falar com autorização judicial. Ele também ameaçou devolver Silveira à prisão caso o deputado não preste esclarecimentos sobre entrevista que deu na última sexta-feira à “Jovem Pan” e replicada nas redes sociais.

Neste domingo, o ministro deu nova decisão determinando que Silveira preste esclarecimentos em 24 horas sobre “o descumprimento das medidas cautelares impostas, mediante participação de entrevista amplamente divulgada por meio de redes sociais, sob pena de restabelecimento imediato da prisão”.

O deputado federal Daniel Silveira (PSL-RJ) enviou no último sábado (13) ao ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Alexandre de Moraes um pedido de esclarecimento sobre as circunstâncias da sua proibição de usar as redes sociais, imposta pelo juiz.

Daniel Silveira estava preso e foi solto no início desta semana. Na decisão que o libertou, Moraes proibiu o parlamentar de acessar redes sociais e de ter contato com outros investigados no inquérito das fake news ou no que investiga atos antidemocráticos, com a exceção de parlamentares.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.