PGR ordenou: Procuradores receberam até R$446 mil em apenas um mês.

Augusto Aras, procurador-Geral da República, deu um gigante presente aos procuradores com o dinheiro público: os contracheques dos colegas procuradores que chegaram a receber, em dezembro de 2021, até R$ 446 mil. Essas benesses custaram aos cofres públicos R$ 79 milhões de  reais.

Na quarta-feira (20/01), uma reportagem do Estadão, mostrou que os procuradores foram agraciados com altíssimos valores por supostas indenizações e demais penduricalhos que englobaram um supersalário.

O maior agraciado pelo dinheiro público foi o procurador regional José Robalinho Cavalcanti, que assumiu o cargo de procurador-chefe da Procuradoria Regional da República da 1ª Região no ano passado. Robalinho recebeu R$ 446 mil em rendimentos brutos no último mês de 2021, segundo o Portal da Transparência.

Paulo Gonet, vice-procurador-geral eleitoral, não ficou para trás. Ele também recebeu o valor exorbitante de R$ 332 mil reais em dezembro, destacou o site Diário do Poder.

One thought on “PGR ordenou: Procuradores receberam até R$446 mil em apenas um mês.

  • 20/01/2022 em 14:30
    Permalink

    Ô Alan, não é o Aras, amigo! Essa merda tá na lei.

    Resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.