Polícia dispersa protesto contra política “trans” em SPA de Los Angeles

A polícia de Los Angeles declarou no sábado uma “associação ilegal” depois que um protesto contra um spa local sobre sua aceitação de clientes transgêneros se tornou violento.

A polícia ordenou que a área ao redor do Wi Spa, fosse liberada e disse que qualquer pessoa restante seria presa.

Membros do grupo de direita Proud Boys teriam chegado ao local antes da proibição. Fotos e vídeos postados em um tópico do Twitter pela conta Left Coast Right Watch mostram oficiais armados entrando em confronto com manifestantes, incluindo o uso de bastões e, supostamente, munições de choque. A polícia também pode ser vista tentando formar um perímetro defensivo.


O Wi Spa atraiu a revolta da população conservadora após um vídeo do encontro de uma mulher com a equipe se tornou viral nas mídias sociais. Em 24 de junho, um usuário chamado cubanangel postou um vídeo no Instagram mostrando ela e pelo menos duas outras mulheres confrontando um membro da equipe no Wi Spa na Wilshire Boulevard, em Koreatown, sobre ter visto “um homem com pênis” na área em que mulheres trocam de roupa. “Estou gravando isso porque vou expor. Vou levar isso para todo o mundo”, explica ela, iniciando quatro minutos de discussão com o membro da equipe sobre a política de não discriminação do spa queer-friendly.

Grupo de direita Proud Boys

A Wi Spa, por sua vez, apoiou suas políticas para clientes transgêneros.

“Como muitas outras áreas metropolitanas, Los Angeles contém uma população transgênero, algumas das quais gostam de visitar um spa”, disse a empresa em um comunicado ao Los Angeles Times. “A Wi Spa se esforça para atender às necessidades de todos os seus clientes.”

“A lei da Califórnia proíbe a discriminação contra pessoas transgêneros e não conformes de gênero em estabelecimentos comerciais”, disse um advogado que representa o Wi Spa em outro comunicado.

Dezenas de pessoas foram presas e armas de menor poder ofensivo foram encontradas espalhadas pelo chão em Koreatown, onde enfrentamentos entre Proud Boys e Antifas levou a polícia a enviar um alerta em massa de uma “associação ilegal”, com as autoridades enviando um alerta de segurança pública para as pessoas na área avisando que aqueles que não se dispersassem seriam presos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.