Polícia Federal envia ao STF pedido para investigar Miranda.

A PF enviou ao STF um pedido de autorização para investigar o deputado Luís Miranda. O parlamentar denuncia a existência de um esquema de corrupção para recebimento de propina na compra de doses da vacina indiana Covaxin. O pedido inicial para que o congressista seja investigado partiu do ministro Luiz Eduardo Ramos, da Secretaria de Governo.

Luis Miranda pede para remarcar depoimento à PF sobre vacinas da Covaxin.

Ele repassou o pedido ao ministro da Justiça, Anderson Torres, que delegou a tarefa para a PF. Torres e Ramos acusam Miranda de imputar falsamente ao presidente Jair Bolsonaro o crime de prevaricação. Miranda alega que, junto ao irmão, Luís Ricardo Miranda, servidor do Ministério da Saúde, levou até o chefe do Executivo a informação sobre as fraudes.

O servidor do Ministério da Saúde Luís Ricardo Miranda, irmão do deputado federal Luis Miranda, disse ontem à Polícia Federal que não possui cópia de segurança das mensagens cujo teor, segundo ele, mostra pressão recebida pelos dirigentes da pasta para a compra da vacina indiana Covaxin.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.