Presidente Bolsonaro afirma que sua luta é contra a obrigatoriedade da vacina

Em entrevista para o programa ‘Pingo nos Is’, da Jovem Pan, na segunda-feira (10/01), o presidente afirma que a luta dele é contra a obrigatoriedade da vacina.

De acordo com o mandatário, a aplicação dos imunizantes em crianças de 5 a 11 anos de idade deve ocorrer mediante autorização dos pais. “Isso serve para conter a sanha ditatorial de alguns prefeitos”, afirmou. “Alguns queriam exigir a vacinação dos jovens para que a matrícula escolar fosse realizada.”, destacou a Revista Oeste.

Bolsonaro também ironizou as declarações do (des)governador de São Paulo, João Doria sobre as eleições presidenciais de 2022. O tucano disse que disputaria o segundo turno do pleito contra o ex-presidiario Luiz Inácio Lula da Silva (PT). “O que dizer sobre esse cara? Ele está no mundo da Lua”, ironizou. “Em seu próprio Estado, Doria perde para o Cabo Daciolo.”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.