Vitória temporária, voto impresso ganha mais tempo para ser discutido.

A comissão especial criada pela Câmara dos Deputados para analisar a emenda à Constituição 135/19, a PEC do voto impresso auditável, na Câmara dos Deputados, que ocorreu na tarde de hoje (16/7) acabou de ser adiada, a votação do parecer favorável do relator, deputado Filipe Barros.

Após tumultos e quedas no sistema do Zoom, o presidente da comissão especial que analisa a PEC do Voto Impresso, deputado Paulo Martins, encerrou sessão.

Após todas essas confusões, a discussão do Voto Impresso Auditável só poderá ser retomada em agosto, após o recesso parlamentar.

“Essa é uma prerrogativa do relator, conforme o artigo 57, inciso 11, do regimento interno. Eu concedo o prazo para o relator fazer ajustes no texto até a próxima sessão ordinária”, disse Martins, encerrando a reunião.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.