Índios ateiam fogo em ‘caixão’ em frente ao Planalto

Os manifestantes indígenas e militantes de esquerda, atearam fogo a um caixão de madeira na via que passa em frente à sede do Executivo.

A caixa de papelão tinha dizeres como ‘Fora, Bolsonaro’, “Condenação ao genocida”. “marco temporal, não”, “fora garimpo”, “fora grileiros” e “condenação ao genocida”.

Um grupo de índios está acampado na Esplanada dos Ministérios para acompanhar o julgamento do marco temporal para demarcação das terras, que é conduzido pelo STF. A análise do caso teve início essa semana e deve continuar na semana que vem.

O marco temporal consiste em garantir as terras apenas às tribos que ocupavam as regiões em disputa na data da promulgação da Constituição, no dia 5 de outubro de 1988. A decisão terá repercussão geral e poderá afetar mais de 300 terras em processos de demarcação.

No momento do ato, Bolsonaro estava em um batalhão das Forças Armadas, em Goiânia, onde participa de solenidade de passagem do Comando de Operações Especiais.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.