Jorginho Mello sugeriu que Renan Calheiros também deveria estar na lista de indiciados

O senador Jorginho Mello, afirmou que o nome do relator da CPI da Covid-19, Renan Calheiros, também deveria estar na lista indiciados.

Essa declaração de Mello declaração ocorreu após o senador Luis Carlos Heinze ter seu nome acrescentando na lista de investigados pelo senador alagoano.

Heinze foi adicionado na lista de indiciados após o senador manifestar apoio ao Conselho Federal de Medicina pela defesa da autonomia médica durante a pandemia e declarou que seu relatório inclui centenas de estudos sobre o uso de substâncias no tratamento da covid-19 feitas por “cientistas, não charlatões”.

Dessa forma Renan Calheiros anunciou a inclusão do senador Luis Carlos Heinze como 81º nome indiciado pela CPI da Covid-19.

Esse pediu surgiu do senador Alessandro Vieira, que afirmou:

O que ele [Heinze] fala repercute na vida das pessoas. Esses dados que ele repete [sobre tratamento precoce] são falsos, mas infelizmente o eleitor do Heinze no interior do Rio Grande do Sul vai entender que é verdadeiro, porque ele vai abrir a internet e vai ver o Heinze repetindo todos os dias isso sem nenhuma reprimenda. A comissão pediu o indiciamento do presidente da República, do líder do governo, não pode fechar os olhos com relação ao comportamento do colega senador, que repete reiteradamente a mentira como forma de desinformar o cidadão.

Alessandro Vieira

Logo em seguida, no seu perfil do Twitter, Jorginho Mello falou sobre a tentativa de calar as pessoas que pensam diferentes da CPI.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.