Ministério da Saúde e Oxford lançam base científica no Rio de Janeiro

A Universidade de Oxford, na Inglaterra, vai ter uma unidade no Rio. O termo de compromisso para a parceria foi assinado pela instituição e pelo ministro da Saúde, Marcelo Queiroga. O centro será a primeiro da universidade na América e terá como objetivo desenvolver novos remédios e vacinas, além de oferecer programas de Mestrado e PhD e cursos na área da saúde, por exemplo, sobre doenças infecciosas.

A solenidade foi realizada no Centro Cultural do Ministério da Saúde, na cidade do Rio de Janeiro, e contou com a presença do ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, o embaixador do Reino Unido no Brasil, Peter Wilson, e o secretário de Saúde do Estado do Rio, Alexandre Chieppe.

A parceria é mais um passo do Brasil na relação com a Universidade de Oxford, que foi a responsável pelo desenvolvimento dos estudos clínicos da vacina AstraZeneca, imunizante contra a Covid-19, que já conta com mais de 118 milhões de doses distribuídas para todo País.

Ministério da Saúde

De acordo com a pasta, a secretaria investe mais de R$ 150 milhões por ano em pesquisa científica paraatender às necessidades do sistema de saúde brasileiro.

A base será a 1ª da Universidade de Oxford nas Américas e está prevista para ser instalada no próximo ano.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.