Ômicron pode ser mais fraca do que Delta, diz chefe da OMS

A Organização Mundial de Saúde afirmou nesta quarta-feira (8/12), que dados iniciais indicam que a variante do coronavírus Ômicron pode reinfectar com mais facilidade pessoas que já tiveram o vírus ou foram vacinadas do que as variantes anteriores, mas também pode causar doenças mais leves.

Dados emergentes da África do Sul sugerem aumento do risco de reinfecção com Omicron… Também há evidências de que Omicron causa doença mais branda do que Delta.

Chefe da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus

Entretanto, ele enfatizou que mais dados são necessários antes de tirar conclusões firmes, e instou os países em todos os lugares a aumentar sua vigilância para ajudar a fornecer uma imagem mais clara de como a Ômicron está se comportando.

Essas avaliações vieram na medida que a preocupação global cresceu sobre a variante fortemente mutante, o que forçou dezenas de países a reimpor as restrições de fronteira e aumentou a possibilidade de um retorno aos bloqueios economicamente punitivos.

Mesmo que o Ômicron provoque doenças menos graves, Tedros alertou contra o descuido da vigilância contra o vírus. “Qualquer complacência agora custará vidas”, destacou.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.