PEC do voto impresso vai ao plenário, declarou Ricardo Barros.

O líder do governo na Câmara, Ricardo Barros, declarou na manhã de hoje (6/8), que a PEC do voto impresso auditável irá ao plenário da Casa. No Twitter, ele afirmou ainda que a “luta continua”.

“Voto auditável. A luta continua. Hoje teremos a votação do voto vencedor, que irá a plenário. Mais transparência na eleição nunca é demais. ‘Se sua casa é segura, que mal faz um cadeado a mais na porta?”‘, escreveu Ricardo Barros em seu Twitter.

A PEC foi rejeitada na noite de ontem (5/8) na comissão especial, por 23 votos a 11, o retorno do voto impresso auditável foi negado. A rejeição, no entanto, não impede que o texto vá ao plenário.

Veja como votaram os deputados na comissão do voto impresso

O líder do PSL, Major Vitor Hugo, declarou que os apoiadores do voto impresso iriam pedir para o presidente da Câmara, Arthur Lira, pautar o projeto em plenário mesmo com a rejeição no colegiado.

Lira declarou antes da votação que “As comissões especiais funcionam de maneira opinativa, não são terminativas. Ela sugere um texto. Mas qualquer recurso pode fazer ao plenário. É importante que a gente tenha calma”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.