Perfil oficial de Moro no Telegram compartilha link com conteúdo pornográfico

Post publicado no perfil do Twitter do ex-juiz e ex-ministro da Justiça Sergio Moro continha link para um canal do Telegram com conteúdo pornográfico.

No canal do Telegram aparecia uma mensagem sobre o espaço ter sido utilizado para veiculação de material pornográfico.

Este canal não pode ser exibido porque foi usado para divulgar conteúdo pornográfico.

Telegram

Ao clicar, o usuário era encaminhado a grupo no Telegram com imagens pornográficas. A publicação de Moro ficou no ar por cerca de 20 minutos nesta madrugada, antes de ser apagado.

Não é a primeira vez que Moro tem o seu aplicativo do Telegram invadido. Em 2019, reportagens baseadas num vazamento de conversas atribuídas a Moro e procuradores da Lava Jato no aplicativo Telegram foram publicadas pelo site The Intercept Brasil, gerando uma série de implicações políticas e até sua suspeição em alguns processos da Lava Jato.

A assessoria do ex-ministro informou que havia alguém utilizando o “nome de Moro (sf_moro) para postar imagens indevidas (pornográficas)” e que “o técnico estava tentando recuperar esse nome de usuário” para desativá-lo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.