Prefeito do Rio de Janeiro quer determinar o que você vai fazer: ‘Quero me meter na sua vida porque quero você vivo’

Na quarta-feira (12/01), o prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, conhecido por ficar em rodas de samba e aglomerações desde o início da pandemia, disse que “ama” a população e que “quer você vivo” e, por isso, vai se “meter na sua vida”. As informações são da Gazeta Brasil.

É o Estado tirando a autonomia do cidadão de escolher o que é melhor para si, ou seja, a sua liberdade individual, e determinando o que é bom para você ou não. Um Estado totalitário. Socialista.

“Eu não consigo entender a pessoa que não se vacina, que não toma sua dose de reforço. Então assim, se não for por amor-próprio, — e nós te amamos, você que não gosta de se vacinar, queremos você vivo, por favor, permaneça vivo — nos poupe de ter a rede de saúde (sobrecarregada), que já está há dois anos sofrendo com o Covid, sem poder atender cirurgias eletivas, com todos os problemas. A gente estava voltando a uma certa normalidade, e a gente volta a ter que internar as pessoas por Covid”, disse Paes

Ele também apontou a vacina como a medida capaz de proporcionar liberdade às pessoas e admitiu a dificuldade de adotar restrições neste momento, depois de quase 2 anos do início da pandemia.

“Quero me meter na sua vida porque eu quero que você viva. Pode não gostar de mim, não votar em mim, problema seu. Mas eu quero que você viva. Quero ver sua família feliz e você vivendo (…) A vacina é liberdade, é o que permite a gente estar girando normalmente nesse momento, sem restrições (…) qualquer tipo de restrição depois desse tempo todo é muito difícil. A gente está chegando num momento superdelicado, mas que pode ser um ponto de virada”, disse o prefeito na live.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.