PT apaga nota de apoio ao ditador Daniel Ortega da Nicarágua

Após receber críticas de opositores e aliados, o PT apagou a nota de apoio ao ditador Daniel Ortega, eleito no último domingo (7/11) para o quinto mandato na Nicarágua, país que comanda desde 2007.

Sete pré-candidatos da oposição foram presos e o ditador, apesar de ter apenas 19% das intenções de voto, declarou vitória dizendo ter conseguido 75% dos votos.

A nota de apoio do PT à ditadura da Nicarágua, gerou reações negativas de internautas que criticaram a defesa do partido de esquerda ao regime ditatorial de Daniel Ortega.

No comunicado lançado na última segunda-feira (8/11), o partido saudava “a grande manifestação popular e democrática deste país irmão”. As eleições gerais da Nicarágua foram alvo de denúncias e críticas da comunidade internacional, que denunciou também fraudes no processo eleitoral.

A deputada federal Gleisi Hoffmann, presidente nacional do PT, alegou que o texto “não foi submetido à direção partidária”.

Nota s/ eleições na Nicarágua ñ foi submetida à direção partidária. Posição PT em relação qq país é defesa da autodeterminação dos povos, contra interferência externa e respeito à democracia, por parte de governo e oposição. Nossa prioridade é debater o Brasil c/ o povo brasileiro.

Gleisi

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.