“Se houver repetição do que houve em 2018, terá cassação e prisão”, diz Moraes

O ministro Alexandre de Moraes, afirmou na manhã de hoje (28/10), que “se houver repetição do que houve em 2018, terá cassação e prisão”. A declaração foi dada durante o julgamento no TSE sobre a cassação da chapa Bolsonaro-Mourão.

Moraes será presidente do TSE em 2022 e se referiu à difusão em massa de “notícias falsas”.

A Justiça Eleitoral, assim como toda a Justiça, pode ser cega, mas ela não é tola. Não podemos criar de forma alguma um precedente avestruz, ‘ah, não ocorreu nada’. Todo mundo sabe o que ocorreu, todo mundo sabe o mecanismo utilizado nas eleições e depois das eleições.

Alexandre de Moraes

E acresentou:

Se houver repetição do que foi feito em 2018, o registro será cassado. E as pessoas que assim fizerem irão para a cadeia por atentar contra as eleições e a democracia no Brasil.

Moraes

Além de chefiar o TSE no pleito de 2022, Moraes também é relator no Supremo Tribunal Federal de investigações contra o presidente Jair Bolsonaro e aliados.

Vale ressaltar que, o ministro votou contra a cassação da chapa, apesar de acreditar que esquema existe, mas que não foram apresentadas provas.

4 thoughts on ““Se houver repetição do que houve em 2018, terá cassação e prisão”, diz Moraes

  • 28/10/2021 em 13:31
    Permalink

    Esse ministro esta passando dos limites. Não ira ter basta, não?
    Convidar os verdadeiros divulgadores de fake news para propaganda da do TSE, SEMINARIOS SOBRE FAKE NEWS, já e uma amostra do que será a eleição de 2023. Fiquemos em alerta!

    Resposta
  • 28/10/2021 em 15:42
    Permalink

    Vai aparecer, com certeza, alguém para prendê-lo em uma urna de madeira e vidro.

    Resposta
  • 28/10/2021 em 16:24
    Permalink

    Esse tal ministro militante político está agindo como um ditador. É algum golpe? Ele agora é o presidente da República? Quando ele foi eleito? Não foi eleito? Então temos um governo paralelo? Não? Ah! Então houve mesmo um golpe e não avisaram prá ninguém. Ops! Tô pasma!

    Resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.