URGENTE: Delegado bolsonarista é encontrado morto dentro da PF

O delegado federal Gastão Schefer Neto, de 48 anos, foi encontrado morto na sede da Polícia Federal (PF) de Caxias do Sul – RS, nesta segunda-feira (9). De acordo com a assessoria da PF, o caso está sendo tratado como suicídio.

No ano de 2020 o delegado Schefer teve um cargo no governo Bolsonaro. Ele atuou como chefe de gabinete da Secretaria Nacional de Políticas de Promoção da Igualdade Racial do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos.

Em 2018 o delegado ficou nacionalmente conhecido após intervir contra uma baderna realizada por esquerdistas que compunham o acampamento “Lula livre” na cidade de Curitiba – PR. Schefer atuou contra os equipamentos de som que eram utilizados para potencializar os gritos de apoio ao prisioneiro Luis Inácio Lula da Silva, que estava preso na sede da PF daquele estado.

O delegado já foi candidato a deputado federal pelo então partido do atual presidente Jair Bolsonaro. Ele recebeu 4760 votos . Já em 2014, concorreu pelo PR (atual PL) e obteve 23.236 votos. Nas duas oportunidades, não foi eleito.

A morte será investigada pela própria Policia Federal, já que o óbito ocorreu dentro de uma instituição federal.

O jornalista Oswaldo Eustáquio, que era amigo de Schefer, colocou as circunstâncias da morte sob suspeitas:

URGENTE: O delegado da PF bolsonarista Gastão Schefer Neto, que enfrentou militantes petistas na Vigília Lula foi encontrado morto na sede da Polícia Federal na Serra Gaúcha. Perseguido pela ala tucano/petista, que trata o caso como “suicídio”, ele era meu amigo e isso é MENTIRA.

Tuíte do jornalista Oswaldo Eustáquio

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.