Esquerda vai à justiça contra desfile de blindados e lança-foguetes em Brasília

PSOL e Rede entrou hoje (9/8), com um mandado de segurança na Justiça Federal do Distrito Federal contra a realização do desfile da Forças de Fuzileiros da Esquadra, que vai acontecer nesta terça-feira (10/8), mesmo dia da votação da PEC do Voto Impresso no plenário da Câmara dos Deputados.

O vice-presidente da CPI da Covid, senador Randolfe Rodrigues, disse em seu Twitter que “colocar tanques na rua não é demonstração de força, e sim de covardia”. E acresentou “Os tanques não são seus, pertencem à Nação”.

O presidente do Psol, Juliano Medeiros, também informou hoje (9/8) que o partido acionará a Justiça do DF contra o desfile.



O senador Alessandro Vieira entrou na Justiça contra o desfile para impedir uso de recursos públicos com esse fim.

A operação contará pela primeira vez com a participação do Exército Brasileiro e da Força Aérea Brasileira. Amanhã (10/8) pela manhã, o comboio com os veículos blindados, armamentos e outros meios da Força de Fuzileiros da Esquadra, que partiu do Rio de Janeiro, passará por Brasília, a caminho do Campo de Instrução de Formosa.

O analista político, jornalista e fundador do Vista Pátria, Allan Frutuozo, apontou detalhes durante sua análise em nosso canal no YouTube no video:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.