URGENTE: VOTO IMPRESSO É REJEITADO, 229 x 218.

A proposta de emenda constitucional do voto impresso sofreu uma derrota no plenário da Câmara dos Deputados na noite de hoje (10/8).

O plenário da Câmara acaba de rejeitar a PEC do voto impresso. Texto precisava de 308 votos no plenário, mas só alcançou 229. Com isso, o texto será arquivado e o formato atual de votação e apuração deve ser mantido nas eleições de 2022.

“Eu queria, mais uma vez, agradecer ao plenário desta Casa pelo comportamento democrático de um problema que é tratado por muitos com muita particularidade e com muita segurança. A democracia do plenário desta Casa deu uma resposta a esse assunto e, na Câmara, eu espero que esse assunto esteja definitivamente enterrado”.

Arthur Lira

A PEC também foi rejeitada em comissão especial na última sexta-feira (6/8), por 22 votos a 11, mas o presidente da Casa Arthur Lira, decidiu colocá-la em votação pelo plenário. Segundo o parlamentar, os pareceres de comissões especiais não são conclusivos e a disputa em torno do tema “já tem ido longe demais”.

Os deputados analisaram o texto original da PEC, de autoria da deputada Bia Kicis. A proposta prevê a impressão de “cédulas físicas pelo eleitor” independentemente do meio empregado para o registro dos votos em eleições, plebiscitos e referendos.

One thought on “URGENTE: VOTO IMPRESSO É REJEITADO, 229 x 218.

  • 11/08/2021 em 08:05
    Permalink

    Lamento profundamente esse resultado, mas confesso que já esperava tendo em vista a qtde de meliantes naquele plenário.
    A diferença nem foi expressiva, então ficou fácil tirar os larápios na próxima eleição.

    De qualquer forma, 2022 está chegando e nosso presidente será reeleito no primeiro turno.
    Deus acima de tudo e Brasil acima de todos!

    Resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.