A “NOVA” LIBERDADE DE OPINÃO

O jornalista Alexandre Garcia foi demitido da CNN. Ele teria defendido o tratamento precoce, assunto que virou tabu entre a velha e confusa mídia de viés progressista.

É curioso que um jornalista apresente um quadro cujo título seja ” liberdade de opinião” e seja demitido justamente por expressar sua opinião. É um sintoma dos tempos difíceis em que vivemos, opiniões que contrariem o pensamento hegemônico e permitido sejam taxadas de Fake News ou discurso de ódio. Esse expediente tem sido utilizado entre aqueles veículos que julgam ter o monopólio da verdade para calarem aqueles que não se adequam.

Segundo a emissora eles teriam desmentido o jornalista sobre o tratamento precoce, o que vemos, porém, é uma verdadeira perseguição a médicos e cientistas de renome que tem defendido esse tratamento e a todos aqueles que o expõem, caso da Doutora Nise Yamaguchi, dra Mayra Pinheiro, que foram convocadas a CPI circense da pandemia, foram desrespeitadas por parte de alguns senadores e sofreram cancelamento por parte dessa mídia.

A boa notícia é que os números demonstram que o povo tem avaliado tudo isso e escolheu a liberdade. O canal do jornalista Alexandre Garcia atingiu 2,2 milhões de inscritos no youtube, enquanto a CNN, mesmo sendo uma empresa internacional, com grande quadro de jornalistas, toda a sua publicidade e capacidade de produção, aproximadamente cem mil inscritos a menos.

Escrito por: Vagner Santos

Valdinei Martins

Sou um cristão empregando todos os esforços para deixar aos meus filhos um legado de defesa da liberdade e dos pilares conservadores que nos trouxeram até aqui.

One thought on “A “NOVA” LIBERDADE DE OPINÃO

  • 27/09/2021 em 15:18
    Permalink

    A verdade é que a liberdade de expressão no Brasil é cerceada do lado conservador! Não deveria ser de nenhum lado! Os comunistas estão pintando e bordando! Isso é reflexo de mais de 30 anos de aparelhamento de várias instituições do Estado e da Sociedade Civil!

    Resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.