Amoêdo critica decreto que proíbe demissão de trabalhador não vacinado

O co-fundador do partido Novo, João Amoêdo, criticou na última segunda-feira (1/11), a Portaria 620, publicada pelo Ministério do Trabalho e Emprego, que proíbe a demissão por justa causa de funcionários que não apresentarem o certificado de vacinação.

Mais um equívoco do governo. Se o cidadão tem o direito de não se vacinar, a empresa deve ter também o direito de demiti-lo.

Amoêdo

E acresentou:

O trabalhador não está sendo protegido. Pelo contrário, além do risco de se contaminar, coloca em risco os colegas e clientes da empresa.

Amoêdo

Como relatado aqui no Vista Pátria, em vídeo, o ministro Onyx Lorenzoni disse que a portaria protege o trabalhador e afirma que a escolha de vacinar-se pertence apenas ao cidadão.

LEIA TAMBÉM:

Governo proíbe demissão de trabalhadores que não se vacinaram contra a Covid-19

Senador italiano pede desculpas a Jair Bolsonaro por protestos

Globo segue perdendo público e marca pior ibope da história em outubro

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.