Bolsonaro pediu a confiança dos apoiadores

O presidente da República, Jair Bolsonaro disse que há um acordo por trás da divulgação da “nota à nação”, em que adotou um tom apaziguador com o STF e pediu a confiança de todos seus apoiadores nesse momento.

Governo Bolsonaro assinou o termo aditivo para construção do people mover

Quando e presidente foi questionado pela situação condicionada à soltura do deputado federal Daniel Silveira. Ele disse:

Não posso… Tem coisas que eu não posso falar com vocês. O que foi ou o que não foi acordado. Certas coisas você confia ou não confia. É o que eu digo. Posso um dia errar, mas até hoje não errei.

Bolsonaro

E acresentou:

Quem for eleito em 22, tem duas vagas [no STF] pro início de 23. Tem certos povos que esperam 100 anos pra atingir seus objetivos e tem alguns que querem em um dia. Tá indo devagar, mas tá indo.

Bolsonaro

“A gente está ganhando”, diz Bolsonaro

O presidente também aproveitou o momento para rebater, uma das maiores críticas desse momento, que e a aproximação do o ex-presidente Michel Temer, de quem partiu a ideia do comunicado em reunião de quatro horas com o chefe do Planalto.

“Entendo que estejam chateados”, diz Bolsonaro

Alguns criticam porque eu conversei com o Temer… vocês sabem quem é o Temer, foi ele que indicou que indicou [Alexandre de Moraes ao Supremo]. Alguns querem que eu vá e degole todo mundo.

Bolsonaro

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.