Câmara derruba veto de Bolsonaro e retoma fundo eleitoral de R$ 5,7 bilhões

A Câmara dos Deputados derrubou na tarde de hoje (17/12), o veto do presidente Jair Bolsonaro ao Fundão Eleitoral de quase R$ 6 bilhões (R$ 5,7 bilhões).

Foram 317 votos a favor da derrubada e 146 contra. No Senado, foram 53 votos pela derrubada e 21 pela manutenção do veto. O valor é mais de três vezes maior do que o destinado a esse fim em 2018, quando os partidos receberam R$ 1,7 bilhão.

O montante para custear as eleições de 2022 foi aprovado em julho deste ano pelos parlamentares através de uma mudança na LDO. Segundo o texto, o fundão eleitoral será constituído por recursos de emendas de bancada estaduais mais 25% de todo o orçamento da Justiça Eleitoral dos anos de 2021 e 2022. Entretanto, o valor chegaria a R$ 5,7 bilhões.

Durante a sessão, parlamentares afirmaram que, apesar da derrubada do veto, ainda não está definido qual será o valor do fundo eleitoral para 2022.

Porque isso tudo cabe apenas ao relator-geral do Orçamento estabelecer o valor dessa verba, e a votação da peça orçamentaria ainda não aconteceu, isso está prevista para a próxima semana.

O PT, um dos principais adversários de Bolsonaro, se uniu aos partidos do centrão pela derrubada do veto.

Orientaram pela manutenção do veto o PSL, o Podemos, o PSOL e o Novo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.