Defesa de Roberto Jefferson acionará PGR contra Moraes

Após o ministro do STF, Alexandre de Moraes, manter o ex-deputado Roberto Jefferson preso, a defesa do presidente nacional do PTB pretende acionar a PGR.

Como foi relatado aqui no Vista Pátria, a defesa do ex-deputado pediu a conversão da punição para pena domiciliar, alegando motivos de saúde, mas Moraes não acolheu o pedido. Em sua decisão, ele afirmou que a defesa do ex-deputado não apresentou provas que comprovassem as condições de saúde dele.

O documento que será enviado à PGR, os advogados de Roberto Jefferson pretendem alegar que Moraes cometeu crime de tortura ao decidir pela manutenção da prisão mesmo com seu estado de saúde debilitado.

Como já falamos aqui no Vista Pátria, Jefferson passou mal e desmaiou na cela. Ele chegou a ser levado para a sala do diretor da unidade, onde foi examinado por um dos presos, que é médico. O ex-deputado foi encaminhado para a Unidade de Pronto Atendimento do presídio, por queixar-se de dores nas pernas e de pressão baixa. Ele passou cerca de uma hora no local e depois foi levado de volta ao presídio.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.