Estado Islâmico assume ataque ao aeroporto de Cabul

O Estado Islâmico assume a autoria do ataque na entrada do aeroporto de Cabul, no Afeganistão, na manhã de hoje (26/8), afirmou a agência de notícias do grupo, a Amaq, em seu canal Telegram.

Os terroristas afirmou que um de seus membros cruzou “todas os pontos de segurança” e se aproximou cerca de “5 metros” das forças norte-americanas antes de detonar seu colete com explosivos.

O ataque deixou deixou ao menos 72 mortos e cerca de 140 feridos. De acordo com informações são 60 afegãos e 12 fuzileiros navais dos EUA foram mortos.

O grupo do Estado Islâmico na região do Khorazan, conhecido como Isis-K ou EI-K, , se consolidou em 2015 na província de Nangarjar, no leste do Afeganistão, mas tem estado sob pressão nos últimos anos pela coalizão liderada pelos Estados Unidos, o exército afegão e os próprios talibãs. O grupo é tido como um dos mais violentos entre os jihadistas do Afeganistão.

McKenzie disse em uma coletiva de imprensa no Pentágono que o ataque foi seguido por um tiroteio, e que, mesmo com os militares estando tristes com as mortes, os voos de retirada de pessoas do Afeganistão continuam. Ele disse que cerca de 1 mil cidadãos norte-americanos ainda estão no país.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.