Ministério da Saúde libera quarta dose para imunossuprimidos

O Ministério da Saúde anunciou na tarde de hoje (20/12), a liberação de uma quarta dose da vacina contra a covid-19 para imunossuprimidos. A decisão foi anunciada em nota técnica divulgada pela pasta.

De acordo com o governo federal, ela poderá ser aplicada a quem já tomou as duas doses e a dose de reforço. O intervalo entre as aplicações será de quatro meses.

A medida determinada pela pasta abrange pessoas com imunodeficiência primária grave, HIV, além daqueles que estão em tratamento de quimioterapia contra câncer, transplantados e em hemodiálise, entre outras doenças e condições clínicas.

Uma dose de reforço da vacina para todos os indivíduos imunocomprometidos acima de 18 anos de idade que receberam três doses no esquema primário (duas doses e uma dose adicional), que deverá ser administrada a partir de quatro meses.

Diz a nota

Segundo o Ministério da Saúde, o objetivo é fortalecer a resposta imunológica desse grupo, que tem suas defesas diminuídas por causa de doenças ou do uso de certos medicamentos. A decisão foi tomada também em decorrência do avanço da variante Ômicron do coronavírus.

Como foi relatado aqui no Vista Pátria, no final de semana, o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, já havia anunciado a redução de cinco para quatro meses do intervalo entre a segunda dose e a dose de reforço contra a covid-19 para o público em geral.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.