O presidente do PTB, Roberto Jefferson é preso pela PF, após determinação de Moraes

O presidente do PTB, Roberto Jefferson, foi preso na manhã de hoje (13/8), após determinação do ministro do Supremo Tribunal Federal Alexandre de Moraes por envolvimento em uma suposta milícia digital.

O ex-deputado estava na cidade de Comendador Levy Gasparian, a cerca de 130 quilômetros do Rio de Janeiro. Ele segue para exame de corpo de delito no IML e, na sequência, seguirá para a Superintendência da Polícia Federal no Rio.

Comendador Levy Gasparian
Comendador Levy Gasparian
Município no Rio de Janeiro

O pedido de prisão contra o ex-deputado partiu da Polícia Federal, que declarou ter detectado a atuação de Roberto Jefferson em uma suposta milícia digital que tem feito ataques aos ministros do Supremo e às instituições. A investigação faz parte do novo inquérito aberto por ordem de Moraes após o arquivamento do inquérito dos atos antidemocráticos.

Além da prisão, o ministro determinou busca e apreensão:

“Desde já, autorizo o acesso a mídias de armazenamento (inclusive celulares, HDs, pen drives apreendidos, materiais armazenados em nuvem), apreendendo-se ou copiando-se os arquivos daqueles julgados úteis para esclarecimento dos fatos sob investigação”.

A publicação em seu perfil no twitter, na manhã de hoje, Roberto Jefferson, indicava sua provável localização, o ex-deputado afirmou que a Polícia Federal estava na casa de sua ex-mulher. “Vamos ver de onde parte essa canalhice”, afirmou na rede social.

Twitter Roberto Jefferson

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.