Saneamento reduz a desigualdade social, diz presidente do BNDES.

O presidente do BNDES Gustavo Montezano, declarou hoje (19/7), que o saneamento reduz a desigualdade social ao comentar sobre o Marco Legal do Saneamento. Montezano foi entrevistado no programa Sem Censura, da TV Brasil, e falou também, entre outros assuntos, sobre o trabalho do banco de desenvolvimento, o apoio a pequenos e microempresários, as parcerias público-privadas em programas do BNDES e os efeitos do dólar alto.

“Daqui uns 10, 15 anos, quando a gente olhar para trás, possivelmente será o evento que foi, na nossa história recente, o maior evento de redução de desigualdade social do Brasil”, afirmou Montezeno. E acresentou “A gente tem que se questionar porque a gente está há 30 anos insistindo em um modelo que não funcionou. Então esse marco ele faz o que? Ele tira o dogmatismo”.

Bolsonaro diz que vai apresentar fraude ocorrida nas eleições de 2014.

O presidente da BNDES explicou que não importa se a empresa é pública ou privada, se estiver prestando um bom serviço, ela deve continuar, se não estiver, é necessário trocar e dar lugar para outro. Ele avaliou que a agenda do banco desde a implementação do marco, há quase um ano, está andando muito bem.

CPI da Covid: “Relatório de Renan Calheiros é para jogar no lixo”, diz Bolsonaro

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.