‘Se reeleito, STF terá mais dois evangélicos’, diz Bolsonaro

O presidente Jair Bolsonaro, disse na manhã de hoje (6/12), que, caso seja reeleito em 2022, indicará mais dois ministros evangélicos para o STF.

Como foi relatado aqui no Vista Pátria, na última quarta-feira (1/12), o pastor presbiteriano André Mendonça se tornou o primeiro ministro declaradamente evangélico da Corte.

Bolsonaro fez essa declaração enquanto conversava com um apoiador sobre sua religião. O homem disse que sabia que, antes de morrer, veria um presidente evangélico, ao que Bolsonaro respondeu que era católico.

Eu não sou evangélico, eu sou católico. Evangélico é no Supremo, agora. Se eu for candidato e se eu for reeleito, a gente bota mais dois no início de 2023 lá.

Bolsonaro

O chefe do executivo, está se referindo às cadeiras do STF que ficarão vazias após o ministro Ricardo Lewandowski e a ministra Rosa Weber atingirem 75 anos, idade limite para a permanência na Corte.

Bolsonaro também lembrou que, embora seja católico, a primeira-dama, Michele Bolsonaro é evangélica.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.